JOAQUIM

Livros & Discos

A Mesa da Joaquim: Maio, última semana

2666Roberto Bolaño: Companhia das Letras – O livro é composto de cinco romances – A primeira história narra a saga de quatro críticos europeus em busca de Benno von Archimboldi, um escritor alemão recluso do qual não se conhecem fotos. Na segunda, há a agonia de um professor mexicano às voltas com seus problemas existenciais. O terceiro romance conta a história de um jornalista esportivo que acaba se envolvendo com crimes cometidos contra mulheres da cidade de Santa Teresa, no México. Na quarta parte do livro, os crimes de Santa Teresa são narrados com o distanciamento próprio da linguagem jornalística das páginas policiais. E, na quinta história o leitor é conduzido de volta à Segunda Guerra, tornando-se testemunha do passado misterioso de Benno von Archimboldi.

Papéis Inesperados Julio Cortàzar: Civilização Brasileira – Passada a morte de Julio Cortázar, a publicação deste livro apresenta, entre autoentrevistas, poemas, reflexões sobre escultura, fotografia, pintura e música, os manuscritos redigidos entre 1930 e 1980, descobertos no final de 2006 pela herdeira do autor.

Em Defesa da SociedadeMichel Foucault: WMF Martins Fontes – Interrogando-se sobre a pertinência do modelo da guerra para analisar as relações de poder, Michel Foucault procura definir duas formas de poder – o poder disciplinar, que se aplica ao corpo por meio das técnicas de vigilância e das instituições punitivas, e aquele que daí em diante ele denominará o ‘biopoder’, que se exerce sobre a população, a vida e os vivos. Analisando os discursos sobre a guerra das raças e as narrativas de conquista, Michel Foucault estabelece a genealogia do biopoder e dos racismos de Estado.

Paris: A Festa ContinuouA vida cultural durante a ocupação nazista, 1940-1944 Alan Riding – faz revelações sobre a ocupação da capital francesa pelos nazistas. Entre o heroísmo da resistência, muitas vezes pago com a vida, e a adesão (por convicção ou oportunismo) ao ideário nazista, os franceses adotaram as mais variadas posturas no período, durante o qual teatros, cabarés, cinemas e salas de concerto continuaram repletos e animados. Misto de crônica do cotidiano e história das mentalidades, o livro de Riding descreve a complexa rede de relações perigosas entre os intelectuais e os ocupantes alemães.

Porecatu: A guerrilha que os comunistas esqueceramMarcelo OIkawa – Expressão Popular – Nesta obra, o jornalista Marcelo Oikawa apresenta aos leitores uma narrativa sobre o conflito que representou o momento da luta pela terra na região norte do Paraná.

 

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: