A capa perfeita de On The Road, por Jack Kerouac

O rascunho de ilustração acima poderia ter sido a capa do romance que foi considerado a bíblia da Geração Beat no fim dos anos 50. On The Road – que há pouco virou filme nas mãos do diretor brasileiro Walter Salles – é o clássico conhecido de Jack Kerouac que nos traços acima pede ao possível editor que a capa deveria seguir mais ou menos essa ideia. O desenho foi acompanhado de uma mensagem:

Caro Senhor Wyn,

Sugiro esta como ideia de uma capa de apelo comercial e expressiva para o livro. A capa de Cidade Pequena, Cidade Grande* foi tão sem graça quanto o título e a foto da orelha do livro. A foto de Wilbur Pippin de mim seria perfeita para On The Road…seria algo como a foto abaixo.

JK

*título brasileiro pela editora L&PM

Kerouac por Wilbur Pippin
Kerouac por Wilbur Pippin

O esforço de Kerouac foi válido mas o livro só foi editado cinco anos depois, achavam que muita coisa sobrava no enredo e outras não seriam atraentes ao mercado americano. Mas o livro tinha nascido clássico. Assim que lançado foi um sucesso tanto de crítica como de vendas, afinal o rock começava a virar um estilo de vida e a narrativa de On The Road nem parecia ter sido escrita há 10 anos antes. Depois de tanto tempo escrevendo e vivendo uma vida louca – que se seguiu até os fins dos dias – Jack Kerouac finalmente receberia o mérito de ter criado a sua obra-prima da prosa espontânea. Ainda, o livro ao longo desses 55 anos recebeu várias leituras de capas, todas baseadas na escrita, no escritor e na estrada. Veja todas nesse link.

Para conhecer mais sobre a gênese de On The Road, a Geração Beat e a vida louca de Jack Kerouac, recomendamos a leitura de:


Jack Kerouac: King of the Beats – Barry Miles, José Olympio

Anúncios

Publicado por

Joaquim Livraria & Sebo

A Joaquim Livraria trabalha com os conceitos de livraria e sebo aliados. Os livros que temos no nosso espaço físico são, em boa parte, diferenciáveis do restante do mercado por serem títulos raros/esgotados ou produtos de colecionadores. O mesmo vale para os vinis que trazem o charme do retrô na atualidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s