JOAQUIM

Livros & Discos

Patti Smith lê Virginia Woolf

Virginia Woolf foi uma escritora enigmática que desperta até hoje os mais diversos sentimentos nos seus leitores. Considerada a primeira grande difusora do que se conhece como a técnica de fluxo de consciência, não se importava em dar vozes aos seus personagens não os colocando em barreiras de tempo e espaço.

capaGDAs Ondas é um romance experimental, considerado um playpoem – uma espécie de “peça poema” – que mistura a voz de seis personagens diferentes. A obra é considerada um marco na obra da escritora pois passava a abandonar as trivialidades do romance clássico fazendo um romance cheio de poesia e introspecção. Virginia não gostava de caracterizar esses personagens como individuais, pois não acreditava que eles fossem separados. O histórico de instabilidades mentais e emocionais da escritora conta que ela frequentemente contava que ouvia vozes em sua cabeça e mesmo que isso nem sempre fosse inspirador, fazia ela imaginar que fossem várias dela mesma que conversavam dentro da sua cabeça.

virginiawoolf-perfilO que Patti Smith e Virginia Woolf teriam em comum? Além de ambas serem escritoras no vídeo acima em que Patti homenageia a escritora no 67º aniversário da sua morte – eternizada pela carta deixada à Leonard Woolf – durante a abertura da exposição Land 250, uma exibição de fotografias e trabalhos artísticos de Patti Smith desde 1965 até 2007, na Fundação Cartier de Arte Contemporânea, em Paris.

Eu não acho que isso seja triste. Eu só acho que é o dia em que decidiu dizer adeus. Portanto, não estamos celbrando o dia, estamos simplesmente reconhecendo que este é o dia. Se eu tivesse um título para dar ao dia de hoje, eu chamaria isso de “Wave”. Estamos acenando para Virgínia.

A performance é acompanhada no piano e guitarra pela filha Jesse e o filho Jackson. O trecho lido é curto e o resto da apresentação se resume a uma homenagem própria de Patti Smith. A performance é feita com um misto de vozes e sons que poderiam agradar Woolf já que foi vanguardista em vários aspectos.

fotos-sussex

Fotos de Patti Smith na casa de Virginia Woolf, em Sussex

Não é a primeira vez que Patti Smith fala da sua paixão por Woolf. O álbum de 79 intitulado de “Wave” também foi homenagem, ele antecederia uma semi-aposentadoria da cantora na década de 80. A exposição ainda conta com um set de fotografias feitas em Sussex, na Monk’s House de Woolf, onde costumava se refugiar durante surtos de depressão.

Além de ouvir Patti Smith lendo Virginia Woolf ouça abaixo o único áudio que se tem notícia da voz da escritora, gravado em 1937, pela rádio BBC, de Londres.

Anúncios

Navegação de Post Único

2 opiniões sobre “Patti Smith lê Virginia Woolf

  1. Pingback: Patti Smith: A Rainha Poeta do Punk | JOAQUIM

  2. Pingback: Lou Reed, por Patti Smith | JOAQUIM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: