JOAQUIM

Livros & Discos

Storm Thorgerson: a música em imagens

“Não tenho muito a dizer sobre a música. Gosto dela, e absorvo-a. […] O meu trabalho é reinterpretá-la.” Storm Thorgerson para a revista Rolling Stone, em 2011

darksideofthemoon-pf

A imagem acima talvez seja uma das mais veneradas no universo do rock e da música em geral. A capa de Dark Side of the Moon, álbum de 1973 do Pink Floyd, não remete apenas a um dos grandes discos da história do rock progressivo mas à uma relação muito mais profunda com o ouvinte, música e estética artística por meio da arte dos discos.

Storm-Thorgerson

Storm Thorgerson

Storm Thorgerson, um inglês nascido em 1944, é o responsável por boa parte das capas conceituais aclamadas do Pink Floyd e de uma bela lista de bandas e músicos que vai desde Offspring, Muse, Anthrax, Led Zeppelin entre outras. Com uma noção firme de arte conceitual, se tornou nos anos 70 uma ambição de inúmeras bandas de rock progressivo e durante os 40 anos de carreira viria a ilustrar outros gêneros fascinados pela reinterpretação do artista com a sua música.

O artista gráfico que trabalha com música deve ter o ouvido perceptivo, Storm a apreciava a ponto de traduzi-la em signos e trazia ao ouvinte uma leitura prévia, uma espécia de contexto logo na capa do disco, do que viria a ser os momentos durante a execução do álbum.

a-saucerful-of-secretsStorm primeiramente se apaixonou pelo cinema e foi estudar na Royal Academy of Arts, formou um coletivo chamado Hipgnosis – uma espécie de Bauhaus das capas de disco – e em 1968 fez a sua primeira capa, nada menos que A Saurceful of Secrets que representava graficamente todo o espiríto psicodélico da época e claro, do Pink Floyd. O grupo e em especial Thorgerson, acabaria se tornando ícone do gênero progressivo e psicodélico sem saber tocar nenhum instrumento.

Como relatam David Gilmour, Peter Gabriel entre outros artistas, Storm tinha um método de trabalho que resumia em ouvir e ler as letras com atenção, ter conversas demoradas com os músicos e suas ideias para definir qual seria a sua linha de raciocínio para a interpretação gráfica do álbum a ser ilustrado. Provavelmente o Pink Floyd foi a banda em que Thorgerson mais conseguiu dialogar, foi colega de escola de Syd Barret e Roger Waters e mantinha uma forte amizade com David Gilmour.

O trabalho com o Pink Floyd é o mais aclamado.

O trabalho com o Pink Floyd é o mais aclamado.

A icônica capa de Dark Side of the Moon veio de uma provocação para usar algumas de suas fotos, segundo ele o mérito poderia ser todo seu se o fato de uma luz atravessar um prisma e gerar um efeito arco-íris, não fosse algo extremamente natural e comum. Mas nem só das ótimas releituras dos álbuns do Pink Floyd que Thorgerson se construiu, em 1973, por exemplo, ele ilustrou o álbum que seria uma virada na carreira musical do Led Zeppelin: Houses of the Holy com uma capa polêmica e representativa.

montarylapse-pfConhecido pela sua infuência surrealista e de fotógrafos de vanguarda como Man Ray, a arte do inglês tinha uma perturbação velada e uma ambiguidade que permitia horas de interpretação ao som das bandas. Era um artista que não tinha medo de ousar, fosse na arte plástica dando vida a um surrealismo psicodélico ou na fotografia que não se preocupava com barreiras, como mostra a capa de A momentary lapse of reason, também do Pink Floyd, colocando centenas de camas numa praia. Em Animals, de 1977, ousou colocar um porco inflável flutuando acima de uma central elétrica assustando passantes e os aviões em que chegavam no aeroporto Heathrow, de Londres.

Thorgerson morreu em abril desse ano deixando um trabalho completo como artista de ouvido apurado que levou a arte de capas de discos para além de uma figuração, as tornando parte de essencial leitura. Com certeza, música para se ver e interpretar.

Abaixo, capas de discos – além dos clássicos – criadas por Storm Thorgerson ao longo da sua carreira. Várias você pode conferir no acervo de vinis da Joaquim!

storm-thogerson-trabalhosconceituais

Site Oficial de Storm Thorgerson

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “Storm Thorgerson: a música em imagens

  1. Pingback: Pink Floyd antes de ser [O] Pink Floyd | JOAQUIM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: