JOAQUIM

Livros & Discos

David Bowie em 1967: Fazendo Cover do Velvet Underground

The Riot Squad na vibe do Bowie

The Riot Squad na vibe do Bowie

Entre os anos de 1964 a 1967, em Londres, existiu uma banda chamada The Riot Squad que contava com membros distintos como Mitch Mitchel do Jimi Hendrix Experience, o cantor Graham Bonney e o jovem que atendia a alcunha de David Bowie. Boa parte das biografias dedicadas ao camaleão nem mencionam essa passagem pelos palcos, mas muitas testemunhas adoram falar sobre esse primeiro momento breve da carreira de Bowie.

No começo desse ano, o jornalista Ian Shirley escreveu para revista Record Collector uma matéria sobre o The Riot Squad e contou um pouco sobre os três meses em que Bowie foi o frontman da banda. No começo de 67’ o The Riot estava dividido e o saxofonista Bob Evans era o único membro original que sobrou e tratou logo de procurar um vocalista. Ele contou à revista que havia visto Bowie com a sua banda, o The Buzz no clube Marquee, havia achado ele fantástico e logo pediu para ele vir para o The Riot, topou na hora. Primeiramente o pianista Butch Davis discordou, achava David performático mas com um péssimo material, mudou de opinião em seguida, logo depois do primeiro show ressaltando que Bowie era muito carismático e tinha um jeito de andar inigualável.

riot_squad_bowie

Umas das primeiras coisas a se fazer com a nova formação, escolhida a dedo por Bob Evans, era colocar a banda e material em ordem para o próximo show. David Bowie apareceu com um LP inédito de uma banda americana chamada The Velvet Underground e a faixa “I’m waiting for the man” para um possível cover. Bowie seria tão influenciado pelo Velvet Underground que escreveria a canção “Little Toy Soldier” citando um trecho inteiro de “Venus in Furs”.

Butch Davis ainda conta que Bowie tornava tudo mais teatral, em certo momento, já tomado por um espírito Ziggy Stardust, sugeriu que eles pintassem o rosto deixando a banda com uma cara mais ousada. Ainda, influenciou Evans a jogar lenços para a plateia durante as apresentações. Bowie animava muito a banda e sempre trazia ideias ousadas, já demonstrando um excelente domínio de palco, fazendo sempre novas experiências.

riot squad ep

Foram cerca de 20 shows como frontman até ele optar pela carreira solo. Bowie não chegou gravar nenhum material oficialmente com o The Riot Squad mas, algumas tapes não lançadas sobreviveram e acabaram saindo em 2012 com o título de The Last Chapter: Mods & Sods.

Abaixo você ouve uma versão de época do camaleão para “I’m waiting for the man” com fotos dele com o The Riot Squad.

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “David Bowie em 1967: Fazendo Cover do Velvet Underground

  1. Pingback: Lou Reed, por Patti Smith | JOAQUIM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: