JOAQUIM

Livros & Discos

Os Discos Mais Vendidos de 2013

vinilnacabeça Há quase um ano atrás publicamos este texto no blog falando sobre os artistas mais vendidos da loja desde 2006, quando iniciamos nossos trabalhos. É incrível como em 365 dias o cenário do mercado de vinil passou por novas e excelentes transformações. Claro, todas as novidades no cenário da música colaboraram para que o vinil saísse do papel de uma tímida mídia saudosista, para um protagonismo atuante com o CD e inclusive os downloads legais e – por que não – ilegais via web.

vendasemvinil

Fatos como o retorno triunfante de David Bowie, por exemplo, e o seu instigante “The Next Day” mostrou que o camaleão tem vigor suficiente para alimentar sua imagem seja nas mídias analógicas e tecnológicas. Ou, o que dizer do álbum “Random Access Memories”, atual trabalho da dupla Daft Punk, que simplesmente trouxe vigor ao gênero Disco e colocou as vendas de LPs lá nas alturas?

bowie+daftpunk

Sem muitas delongas sobre o ótimo momento que nós fãs de vinis estamos passando, vamos falar de dados concretos conforme nossas vendas de 2013, enumerando os artistas e álbuns mais vendidos. Claro, sem deixar de confirmar o favoritismo dos clássicos, afinal, não amaríamos tanto os long plays se não fossem os criativos anos 60, 70, 80…

Para os que torcem o nariz para as bandas novas, fica a dica de que tem muita galera jovem fazendo um som bacana e estes estão lançando seus trabalhos, em muitos casos exclusivamente em vinil. A multiplicação de selos independentes não deixa a gente mentir. Nossos destaques do ano vão para quatro excelentes descobertas do mundo musical:

Os Novos!

Tame Impala
tameimpala-discos

Os australianos só lançaram o seu primeiro “Innerspeaker” em 2010 mas já estavam tentando desde 2009. Não tem jeito, os dois álbuns da banda que , traz toda a psicodelia sessentista, sem deixar de ser indie e levemente dançante, não conseguem ficar muito tempo na caixa dos “Novos e Lacrados”. Para quem não lembra, no começo de 2013 a gente já apostava nos caras.

 

Alabama Shakes
alabamashakesA voz de Brittany Howard aquece o coraçãozinho de qualquer fã de black music. O Alabama Shakes também tem ótima influências do passado sem esquecer um dos pés no presente. O show dos caras foi ótimo no Lollapalooza de 2013 e os colocou o “Boys & Girls” num posto de destaque nas vendas.

 

Of Monsters and Men
ofmonstersandmen-myheadAh! A Islândia! Em meio a músicas que falam de dragões, montanhas e muita animação folk, os jovens islandeses foram conquistando os brasileiros com vários singles com refrões de grudar na orelha e dar aquela animação. O álbum de estreia “My Head is an Animal” impressionou e foi muito procurado durante o ano passado.

 

Charles Bradley
charlesbradley-discos
Por aqui brincamos que o Charles Bradley é o filho não reconhecido do James Brown, dá para entender a dimensão do talento do cara, né? O Bradley não é jovem e nem começou ontem a cantar, mas graças ao selo Daptone ele tem trazido vigor ao Soul. Tente ouvir “No Time for Dreaming” inteiro sem fazer os pêlos do braço eriçarem!

 

Álbuns Destaques do ano

13, do Black Sabbath
blacksabbath13
Vários artistas tiveram retorno triunfante em 2013. Conhecido como um número supersticioso o “13” pegando fogo foi o título do álbum-não-apenas-reunião do Black Sabbath. Rolou até turnê e muita gente juntou todas as moedas para ver os caras aqui no Brasil. Saudosismo ou não, o álbum teve destaque merecido na nossa lista.

 

Like Clockwork, do Queens of the Stone Age
likeclockwork-qostsa
Josh Homme e cia acertam sempre. O Queens of the Stone Age tem um histórico de álbuns que podem agradar todo tipo de fã de stoner rock, além de atrair as atenções à arte, que dessa vez ficou a cargo do ótimo britânico que assina como Boneface. Um disco duplo para deixar os fãs animados!

 

Random Access Memories, do Daft Punk
randonaccess-daftpunk
A dupla conhecida por seus capacetes espelhados raramente deixa os fãs na mão. Em 2013 o Daft Punk foi um dos grandes responsáveis por elevar a venda de discos em vinis. Não por menos, o álbum “Random Access Memories” traz todo o vigor conhecido da dupla mas ao invés de apenas samplear sons e fazer suas conhecidas criações eletrônicas, trouxeram uma roupagem da era Disco trazendo inclusive Giorgio Moroder, praticamente um papa dos sintetizadores do Disco dos anos 70.

Clássicos são sempre clássicos

classicosdevendas-joaquim

A empolgação com as formas que as bandas e artistas novos vem aderindo ao vinil, com certeza foi destaque em 2013. Mas claro, observando a lista dos dez artistas mais vendidos você não vai notar nada de diferente daquela que mostramos no ano passado. Beatles, Pink Floyd e Led Zeppelin são os responsáveis por boa parte da procura nos vinis usados e inclusive, os novos. Do lado de cá, Tim Maia, Legião Urbana, Jorge Ben e claro, Chico Buarque sempre tem lugar na lista. E arriscamos prever uma tendência para 2014, muitos lançamentos de música brasileira em vinil. Aguardemos!

Você já fez a sua lista dos melhores álbuns de 2013? Ou quais vinis realmente enriqueceram a sua coleção? Não deixe de compartilhar com a gente, aqui na caixa de comentários ou lá no Facebook!

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “Os Discos Mais Vendidos de 2013

  1. Pingback: Ah! Os Novos! Versão 1.4 | JOAQUIM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: