JOAQUIM

Livros & Discos

The Smiths e o Cinema – Parte 2

efc806a795e5abd6ad3c9d4951b2e921No dia em que Morrissey completa 55 anos e ano em que ele lança um disco dizendo que “A Paz Mundial não é problema Seu”“World Peace is none of your Business” sai em julho – nada mais justo do que continuarmos a mostrar as obsessões do cantor com o cinema, expostas nas capas de discos, singles e compilações dos Smiths. Vale ressaltar que há ainda capas com trabalhos de fotógrafos e atores da televisão britânica, mas nesse post vamos tratar apenas das influências cinematográficas.

Morrissey sempre fez questão de expôr sua paixão pela literatura, música, fotografia e cinema. Sempre muito cuidadoso, escolhia trabalhos que dialogassem com as letras ora irônicas e trágicas ora pendendo para um típico humor inglês. Nenhuma das capas dos Smiths que você viu na primeira parte, ou verá nessa, foram escolhidas aleatoriamente por ele. Se você assistir, ou apenas pesquisar sobre, alguns dos filmes aqui citados vai perceber que Morrissey pensa nos minímos detalhes dos seus discos, considerando as capas uma excelente introdução aos trabalhos.

Assim como o nome “The Smiths”, algo como “Os Silvas”, como se fossem uns caras qualquer de classe trabalhadora, boa parte dos filmes homenageados, e principalmente séries de TV, eram longas de gosto popular e bem recebidos.

Single How Soon Is Now? (1984)

The+Smiths+-+How+Soon+Is+Now-+-+EX+-+12-+RECORD-MAXI+SINGLE-543851.redimensionado

A capa desse single é um recorte de uma cena do filme “A Retirada de Dunquerque” (1958), dirigido por Leslie Norman. O ator Sean Barret está rezando, mas para os americanos o recorte feito na capa do 7’ dá a ideia errada de que eles está segurando a braguilha da calça, como se estive se masturbando. Claro, foi banida em território americano e substituida por outra.

Single William, It Was Really Nothing (1984)

Thesmiths-william

A capa original desse single contava com a imagem de uma propaganda de alto-falantes, do inicio da década de 80. Por motivos legais o single foi reimpresso com uma imagem da atriz inglesa Billie Whitelaw, no filme “Charlie Bubbles”, de 1967.

Single What Diference Does it Make (1984)

39428.redimensionado

Apesar de Morrissey já ter mostrado um certo desdém para esse single, a capa foi escolhida entre seus filmes favoritos. A imagem é do ator inglês Terrence Stamp – conhecido também pelo papel de General Zod em clássicos do Superman – clicado durante as filmagens do filme “O Colecionador”, um thriller do diretor William Wyler. Na época, Stamp não gostou muito do uso da imagem e proibiu a veiculação do single. Morrissey, não muito satisfeito com essa decisão, foi clicado numa pose exatamente igual de Stamp, só que segurando um copo de leite. Mais tarde Terrence Stamp mudaria de ideia, não se sabe ainda se por conta da ironia de Morrissey.

Single That Joke Isn’t Funny Anymore (1985)

The-Smiths-That-Joke-Isnt-Funny-Anymore-Digital-45.redimensionado

A capa desse single do álbum “Meat is Murder” traz uma uma cena de uma criança em um filme russo de 1965, sem tradução. Morrissey conta que a cena foi escolhida porque o olhar da criança está repleto de dor e sabedoria.

Single Ask (1986)

The+Smiths+-+Ask+-+7-+RECORD-169561.redimensionado

A capa do disco traz a atriz inglesa Yootha Joyce em cena do filme “Catch us if you Can”, de 1965, estreia do diretor John Boorman. O filme ficou conhecido por ser estrelado pela banda The Dave Clark Band, sendo um filme para promover a banda, algo bastante comum na época.

Single Bigmouth Strikes Again (1986)

16.redimensionado

O ator James Dean é um dos ídolos de Morrissey, que escreveu inclusive um livro chamado “James Dean não está morto”. É ele que ilustra a capa desse disco, fotografado por Nelva Jean Thomas.

Singles I Started Something I Couldn’t Finish e Stop Me If You Think You’ve Heard This One Before (1987)

simiths-istartedandstopme

Os dois singles do álbum “Strangeways, here we come” são ilustrados com cenas do filme “Lua de Mel ao Meio-Dia” (1966), de Roy Boulting.

Single Sheila take a Bow (1987)

The+Smiths+-+Sheila+Take+A+Bow+-+EX+-+12-+RECORD-MAXI+SINGLE-438495.redimensionado

Na letra de Sheila take a Bow Morrissey faz uma uma brincadeira trocando as frases “Eu sou um garoto e você uma garota/Eu sou uma garota e você um garoto” além de todas a angústias juvenis descritas. Nada mais interessante do que a capa com a modelo transexual americana Candy Darling em cena no filme “A Revolta das Mulheres”, de 1971, dirigida por Paul Morrissey – o mesmo diretor do filme na capa do debut de ‘84 – e produzido por Andy Warhol.

Álbum ao vivo Rank (1988)

31569.redimensionado

As obsessões de Morrissey, durante o período com os Smiths, se resume à cenas ou atores em performances enigmáticas e com expressões marcantes. Homens e mulheres expressivos, principalmente entre os anos 50 e 60, entravam para a galeria de imagens a seram usadas pelo vocalista. Nesse único álbum ao vivo da banda, a capa é ilustrada pela atriz inglesa Alexandra Bastedo, conhecida na Inglaterra por um papel de agente na série de espionagem/ficção científica “The Champions”. Essa imagem, clicada pelo fotógrafo John D. Green aparece em uma cena do filme “O Golpe de John Anderson” (1971), de Sidney Lumet.

Compilação Singles (1995)

1303906622_the-smiths-singles-1995.redimensionado

Essa coleção de singles da banda saiu na metade dos anos 90 e para a capa foi escolhida uma imagem que Morrissey havia selecionado ainda nos anos 80, mas que não se encaixou em nenhum dos trabalhos anteriores. A atriz inglesa Diana Dors – muitas vezes comparada à Marylin Monroe – em cena dramática no filme “Meu Amor, Minha Ruína”, de 1956, estreia do diretor J. Lee Thompson.

Compilação The Very Best of the Smiths (2001)

183153_1_f.redimensionado

Mais uma compilação sai no começo dos anos 2000 e a capa é ilustrada por um dos atores favoritos de Morrissey, o comediante Charles Hawtrey. O inglês é mais conhecido por uma série de filmes de comédia de baixo custo chamada “Carry On” e que mais tarde também iria figurar na programação de TV inglesa.

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: