Discos que estamos aguardando para 2020

Novo ano, uma década novinha despontando e depois de fazer um balanço dos melhores discos dos anos 2010 é hora de esperar os primeiros  anúncios de 2020. Tem disco que ficou escondido por décadas, tem bandas flertando com novas influências, tem sequência, parceria e aqueles artistas que continuam dando a letra para nossos tempos. Selecionamos alguns dos mais esperados, mas também estamos ansiosos pelos projetos, artistas e bandas que vão surgir ao longo do ano, nos fazendo lembrar porque amamos tanto a música que, junto com outras artes, nos conforta mas também nos dá voz e tira do senso comum. Bom ano vinílico à todas e todos!

INTERNACIONAL

Tame ImpalaThe Slow Rush

Algumas música do novo disco da banda já estão disponíveis nas plataformas de música online. Os australianos encabeçaram o revival psicódelico da última década e até ganharam uma versão da Rihanna para Same Ol’ Mistakes. Kevin Parker diz que o quarto disco da banda vai flertar com várias das suas influências setentistas como o Meat Loaf, além de ser um dos discos mais complexos. Sai em fevereiro.

Adele30

A cantora inglesa segue com discos intitulados com as temporadas de sua vida, começou com 19, 21, 25 e agora os 30. Agradando várias tribos com a potência da voz promete não decepcionar.

Neil Young – Homegrown

Durante os anos de 70 o cantor canadense teve um dos maiores fluxos produtivos da sua vida, nem a gravadora dava conta. Esse é o caso desse disco que sai em 2020 e que ficou escondido de 1975. Homwgrown já é lendário entre os fãs e o próprio Young diz que é um disco cheio de “amores perdidos e explorações” e arremata com “Um disco que está escondido há décadas. Pessoal demais e revelador em mostrar o frescor daqueles tempos … A ponte inédita entre o Harvest e Comes a Time. ”

The Strokes

Julian Casablancas afirmou na virada do ano que a banda está voltando com tudo, tendo consciência da importância dela na década passada. A banda não lança nada desde 2013 e a espera é grande, até mesmo porque sempre é difícil de imaginar o que Casablancas e companhia podem trazer nessa virada de década.

Ozzy Osbourne  – Ordinary Man

O Príncipe das Trevas deu alguns sustos aos fãs em 2019, mas para mostrar que seu pacto com a escuridão é forte e que continua vivo, vai lançar um disco depois de uma década! Ozzy se juntou à figuras de bandas como Guns’n’Roses, Elton John e Red Hot Chilli Peppers e promete um disco tão empolgante quanto os seus mais clássicos.

Green DayFather of All

Uma das principais bandas do pop-punk dos anos 90 continua ativa, Armstrong diz que esse disco flerta com o som mod dos ano 60, mas também vai além e adiciona pitadas de  new wave, dance groover e etc. Curiosas/os?

Deftones

Chino Moreno e companhia começam bem a década anunciando disco novo depois de quatro anos de “Gore”. O que esperar? Um art-metal que sempre nos faz lembrar do final dos anos 90, maravilha!

My Bloody Valentine

Esse é mais um lembrete que, em 2018, Kevin Shields disse que os/as fãs poderiam esperar mais dois discos dos ícones do shoegaze. M.B.V é o mais recente banda e saiu em 2013 (22 anos depois do último) e tomara que a gente não tenha que esperar tanto! Façamos figas, os boatos são grandes.

Kendrick Lamar

Sim, parece que foi ontem que saiu o DAMN, ainda teve a trilha sonora para o filme da Marvel, Pantera Negra. Porém, Lamar foi um dos artistas mais prolífica da década que passou e já tá rolando conversas que tem disco em 2020, a agenda do cara já está aberta. E aí? Será que rola mesmo?

Michael Stipe

R.E.M. acabou oficialmente em 2011, Stipe se retirou da música e sofreu uma imersão nas artes. Porém, fez participações especiais com outros artistas e algumas músicas solo apareceram. Há fortes boatos que esse ano sai algo dele, estamos ansiosos!

Matt Berninger

O vocalista do The National  não para um segundo. A banda está em um ótimo momento com disco, outro ao vivo e um filme no currículo de 2019. Mesmo assim Berninger já anunciou trabalho em um álbum solo intitulado de “Serpentine Prison”. Que venha!

Pet Shop Boys

Aquela dupla de synthpop que a gente respeita! O disco já sai em janeiro e o single “Monkey Business” já pode ser ouvido nas plataformas, estamos ansiosos pelo bolachão.

The XX

Jamie XX e cia foram um dos projetos mais interessantes – e bem vendidos – da década de 2010. Não há grandes informações sobre o disco que sai esse ano mas já esperamos um synth dançantes com letras tristes, né?

BRASILEIROS

No âmbito nacional um dos projetos que mais promete trazer discos e shows novos é a plataforma da Natura. No site da empresa já foi anunciado que 41 artistas serão beneficiados em 2020, destacamos alguns logo abaixo. Além disso, já saiu o novo disco dos pernambucanos da Eddie com o EP Atiça, começando as comemorações dos 30 anos da banda. Caetano Veloso também já divulgou teaser do disco que sai no dia 16 de janeiro, uma parceria com Ivan Sacerdote. Kiko Dinucci foi o mais recente, lançando o single Olodé que mostra um pouco do disco que sai em fevereiro, inteiro no violão dessa vez.  Marcos Valle começou o ano lançando o disco Cinzento, que além de dialogar com seu disco de 1973, Previsão do Tempo, também conta com muitas parcerias da música contemporânea. Além de tudo, projetos de assinatura como da Três Selos e Noize prometem ótimos discos tanto de bandas contemporâneas como resgate de sons esgotados ou esquecidos. E você, está esperando algum disco especial fora da lista? Conta pra gente!

EdgarUltraleve

Sequência de Ultrassom, um dos trabalhos mais bacanas de rap nos últimos anos. Edgar ficou conhecido em participar do disco Deus é Mulher, de Elza Soares, na excelente faixa Exú nas Escolas. Um ótimo letrista, o disco promete tirar todo mundo do lugar de conforto.

Ilú Obá De Min

Bloco só de mulheres para celebrar a cultura afro-brasileira. O disco + show serão para comemorar os 15 anos do grupo.

João Donato

Apenas um ícone da música instrumental brasileira, aclamado aqui e fora do país. Aos 85 anos ele promete um disco inédito com participação de vários ícones da música contemporânea brasileira.

Letrux

Depois do ótimo e bem-recebido “Noite de Climão” a cantora carioca vem com tudo nesse segundo disco. Promete acidez e música para dançar!

Russo Passapusso e Antônio Carlos e Jocafi

Vocalista da BaianaSystem se junta a Jocafi para lançar Alto da Maravilha. O projeto já vem rolando há dois anos. O que esperar de um ícone de 50 anos de estrada e de um dos caras mais criativos da música contemporânea?

Mateus Aleluia  – Afrocanto das Nações

Um dos remanescentes d’Os Ticoãs vai até a África para registrar cantos Orixás, Nkises e Vodunsem. Um disco que promete uma jornada pela ancestralidade.